Buscar

Suspensa Arrematação De Imóvel Por Falta De Avaliação Adequada

O juiz da 1ª vara Cível de Araras/SP, suspendeu a averbação da carta de arrematação de um imóvel. Na liminar concedida por ele foi considerado que o imóvel foi leiloado por cerca de 20% do valor atual da propriedade.


O proprietário do imóvel havia sido executado em 2000, tendo a 1ª vara Cível do Foro de Araras julgado a causa em favor do credor, levando o imóvel a leilão em 2018 que devido os recursos interpostos, a liminar para desocupação foi expedida no final de 2020.


A última perícia no imóvel foi realizada em 2001 e, anos mais tarde, em 2018, o imóvel foi leiloado. Ao avaliar essa situação, o magistrado observou que houve apenas correção monetária no valor, sem levar em conta a valorização imobiliária e valorização de mercado da propriedade.


Para o juiz, a alegação de preço baixo, é coerente, "considerando que a avaliação atual de mercado traz que o imóvel foi leiloado por valor muito inferior a 50 % do valor real, cerca de apenas 20 % do valor atual da propriedade".


Por fim, levando em consideração as irregularidades formais do leilão judicial, especialmente pela falta de avaliação adequada, o magistrado deferiu a tutela para suspender a averbação da carta de arrematação do referido imóvel, expedida nos autos principais.



#advogdoimobiliário #assessoriajurídicaemleilões #leilãodeimóveis #advogadoempiritubasp #advogadonalapasp #processocontraconstrutoraporatrasonaentregadoimóvel


Fonte: site migalhas jurídicas

2 visualizações0 comentário